Como escolher um vinho? Confira nossas dicas

Separamos algumas dicas para você escolher o vinho perfeito: conheça seu paladar, considere a ocasião, escolha a região produtora, verifique a safra e leia os rótulos.

Escolher um vinho pode parecer uma tarefa desafiadora, especialmente para aqueles que não têm muita experiência com o fermentado de uva. No entanto, com algumas dicas simples, é possível escolher um vinho que se adapte ao seu gosto pessoal. Pensando nisso, elaboramos alguns passos essenciais para que você possa decidir qual rótulo levar para casa. Vamos para a lista?

1. Conheça o seu paladar

vinho

Antes de escolher um vinho, é importante saber o que agrada o seu paladar, não é mesmo? Pensando nisso, temos que levar em conta que existem diferentes tipos de vinhos, cada um com suas próprias características únicas. Por exemplo, se você gosta de vinhos mais leves e frutados, experimente um Pinot Noir, como o Trapecista Reserva Pinot Noir, ou até mesmo um Rosé, a exemplo do Nederburg Rosé. Agora, se você prefere rótulos mais encorpados e tânicos, experimente um Tannat ou um Merlot, quem sabe um vinho português de muita presença como o Reguengos Reserva dos Sócios. A regra é clara, para conhecer melhor o seu paladar, você precisa experimentar diferentes opções!

2. Considere a ocasião

jantar

Agora que você já sabe do que gosta, a próxima coisa a se considerar ao escolher um vinho é o que você está planejando fazer com ele. Você quer um vinho para acompanhar uma refeição específica? Ou talvez esteja procurando por um para beber sozinho? Saber o propósito do vinho pode ajudá-lo a limitar sua busca. Se for uma refeição formal, pode ser apropriado escolher um rótulo mais sofisticado, como o Petit Vega 28 meses. Se for uma reunião casual entre amigos, um vinho como o Voga Rosé Trevenezie IGT pode ser uma escolha mais adequada.

3. Escolha a região produtora

vinho tinto

Se você chegou até aqui, provavelmente já sabe que cada região vitivinícola produz vinhos com características únicas que são influenciadas pelo clima, solo, topografia e práticas de cultivo, o famoso terroir. Algumas delas são mais conhecidas do que outras, mas todas têm algo a oferecer aos amantes dos vinhos. A seguir, elencamos algumas informações sobre algumas das regiões: mais famosas do mundo:

Bordeaux, França

Não é novidade que Bordeaux é uma das regiões mais famosas do mundo dos vinhos. A região é conhecida por seus vinhos tintos, que são geralmente feitos a partir de uma mistura de uvas Cabernet Sauvignon e Merlot. Os vinhos de Bordeaux são muitas vezes descritos como elegantes e complexos, com sabores de frutas escuras, especiarias e taninos firmes. Se quiser experimentar um Bordeaux de excelente custo-benefício, recomendamos o Château de Cathalogne Tinto.

Toscana, Itália

A Toscana é uma das principais regiões vinícolas da Itália e é conhecida por seus vinhos tintos Chianti e Brunello di Montalcino. Os rótulos da Toscana são frequentemente descritos como frutados e terrosos, com sabores de frutas vermelhas e notas de especiarias. A região também é conhecida por seus vinhos brancos Vernaccia di San Gimignano. Um vinho toscano de excelente custo-benefício é o Due Mari Chianti DOCG, rótulo da Denominação de Origem Controlada e Garantida (DOCG) Chianti, a mais alta qualificação da Itália.

Mendoza, Argentina

Mendoza é, sem sombra de dúvidas, a região vinícola mais importante da Argentina e uma das mais famosas da América Latina. Localizada aos pés da Cordilheira dos Andes, a área tem uma altitude elevada e um clima seco, com dias quentes e noites frias. Essas condições são ideais para o cultivo de uvas como a francesa Malbec, a variedade mais importante da região. Os vinhos de Mendoza são conhecidos por serem intensos e encorpados, com sabores de frutas escuras e taninos marcantes. Além da Malbec, a região também produz vinhos tintos a partir de uvas Cabernet Sauvignon, Merlot e Syrah, e vinhos brancos a partir de uvas Chardonnay e Torrontés. Para que você possa experimentar um típico Malbec de Mendoza, recomendamos um dos únicos que possui certificação DOC, o Norton D.O.C. Malbec.

Canelones, Uruguai

Localizada ao norte de Montevidéu, o clima de Canelones é temperado e é influenciado pela proximidade do Oceano Atlântico. A região é conhecida por seus vinhos Tannat, uma variedade de uva que foi trazida para o Uruguai pelos imigrantes bascos no século XIX. Os vinhos de Canelones são conhecidos por sua acidez e taninos firmes, com sabores de frutas escuras e notas de especiarias. Da região, recomendamos um dos nossos rótulos mais vendidos, o Reserva Familiar Tannat.

4. Verifique a safra

vinhos

A safra do vinho pode afetar seu sabor e qualidade. É importante verificar a safra do rótulo que você está considerando, especialmente se você estiver comprando um vinho mais caro. Alguns anos podem ter safras excepcionais, enquanto outros podem ser menos impressionantes. Para decidir qual levar, sempre dê uma olhada nas premiações pontuações. Agora, se você não quiser errar, experimente comprar vinhos mais jovens, como o Putos Tinto Alentejo DOC, vinho assinado por Danilo Gentili, Oscar Filho e Diogo Portugal.

5. Leia os rótulos

Pode até parecer algo básico, mas os rótulos dos vinhos também podem fornecer informações úteis e importantes sobre eles, desde o produtor até a própria safra. Por isso, é sempre importante dar uma olhadinha. Alguns rótulos dão um show à parte quando o assunto é beleza. Por aqui, gostamos bastante dos da linha Loios. O que você acha?

6. O preço

escolher vinho

Outro fator de extrema importância é o preço. Existem vinhos disponíveis em uma ampla faixa de preços, desde os mais acessíveis até os mais caros. Você não precisa gastar uma fortuna para encontrar um bom rótulo. Existem muitos vinhos excelentes disponíveis por menos de R$40,00., como os chilenos Trapecista, por exemplo. No entanto, se você estiver disposto a gastar mais, pode encontrar rótulos de alta qualidade. Se for o seu caso, experimente algum da linha Díaz Bayo!

7. Peça ajuda

degustação

Agora, se você leu tudo isso e ainda tem alguma dúvida, não hesite em pedir ajuda. Através dos nossos canais de atendimentos, podemos sempre fornecer informações valiosas e ajudá-lo a escolher um vinho que se adapte ao seu paladar e à ocasião.

Resumindo…

Finalmente, lembre-se de que escolher um vinho é uma experiência pessoal. Você não precisa seguir todas as regras ou recomendações de especialistas. Experimente diferentes rótulos e encontre aqueles que você mais gosta. Para quem quer combinar vinhos com cinema, separamos dicas bem legais a seguir:

@grandeadega

Vinhos e Cinema? Tudo a ver! Confira dicas de filmes e vinhos que harmonizam perfeitamente para você maratonar! 🍷🍿 #grandeadega #vinhos #wine #vinho #ilovewine #cinema #clássicos #filmes #dicas #netflix #dicasnetflix #hbomax #dicashbomax #filmesevinho #dicasdefilmes

♬ som original – Grande Adega

Em resumo, escolher um vinho pode parecer uma tarefa assustadora, mas com essas dicas simples, é possível, sim, encontrar um vinho que atenda às suas expectativas. Com um pouco de prática e experimentação, você se tornará praticamente um especialista.

Quer mergulhar ainda mais fundo no universo dos vinhos? Acesse o nosso blog!